Texturas em paredes – aplicação, modelos e tipos

Para dar uma variada nas paredes lisas de um ambiente, surgiram as texturas, que estão se tornando bastante presente nas obras. A presença da textura pode servir para corrigir falhas ou irregularidades nas paredes e costuma-se aplicar texturas em paredes já coloridas e não nas brancas. A textura é um acabamento similar à tinta, porém mais espessa e com mais viscosidade – propriedade pela qual as partículas de uma substância aderem umas às outras. Essa viscosidade é decorrente dos componentes sólidos do material, em geral, cristais minerais e quartzo. Assim que a textura é aplicada, é possível fazer desenhos criando uma espécie de arte na parede.

texturas em paredes

aplicação de texturas em paredes

Como existem três tipos de textura e diferentes tamanhos de cristais (grãos de quartzo pequenos, grandes e sem grãos), o acabamento pode variar muito. Pode ser aplicada em parede internas e externas de concreto, alvenaria, massa corrida e acrílica.

Tipos de texturas em paredes

Além de dar um toque especial, protege a superfície da parede e ainda é possível aplicá-la sem precisar da mão de obra de um profissional (uma boa dica para quem deseja economizar), mas claro, como os devidos materiais para execução – podem ser adquiridos em lojas de materiais de construção, tintas ou lojas do ramo. Há diversas formas e modelos textura que não requerem tanta prática, mas paciência e criatividade sim. Lembre-se de não aplicar texturas em excesso, pois deixam não só as paredes como o ambiente “desequilibrado”, ou seja, sem uma linearidade.

A aplicação da textura tem secagem rápida, cobertura e rendimento. Também é fácil de limpar, o que ocorre com detergente neutro e solução de água. É resistente a mofo e alcalinidade (propriedade de base química). Embora vá do gosto e imaginação de cada um, algumas dicas de tipos de textura:

  • efeito chapiscado, que consiste em passar rolos de espumas texturizadas, ideal para usar com massas em paredes lisas ou granuladas finas;
  • efeito espatulado, que requer uma desempenadeira de aço (pequena tábua dotada de alça numa face e bem plana na outra, usada por pedreiros para distribuir e alisar o reboco ou estuco);
  • efeito grafiato, que também requer desempenadeira (só que de plástico) para revestimentos texturizados granulados de cristais minerais ou quartzos maiores;
  • efeito ranhurado, em que se usam espátulas plásticas lisas que possibilitam criar mais efeitos decorativos.
testuras em parede grafiato

grafiato, uma das mais populares texturas em paredes

Além das texturas físicas de paredes, existem as texturas que são obtidas atravéz de efeitos da pintura. Um bom exemplo disso é o marmorato, um tipo especial de pintura que deixa a parede com efeito marmorizado.

Aplicação de texturas em paredes

Para fazer texturas em paredes são necessários: bandeja, espátula, rolinho de espuma, rolo rígido para textura, tinta e textura da mesma cor, fita-crepe e desempenadeira de aço. O rolo de espuma serve para pintar com uma demão a parede com tinta látex antes de tudo. Assim que secar aplica-se a textura. Na desempenadeira, coloque duas espátulas da massa de textura e espalhe-as com movimentos horizontais e verticais, até que se cubra toda a parede. Para formar círculos, apoie o rolo na parede e gire, porém, faça-os irregulares para que os defeitos não fiquem visíveis – quanto mais certo o desenho, mais fácil de visualizar os defeitos.

textura na parede

textura na parede com aplicação de placas

GD Star Rating
loading...
Texturas em paredes - aplicação, modelos e tipos, 4.0 out of 5 based on 5 ratings